Banner
Dicas para uma Alimentação Saudável durante o Tratamento Oncológico
publicado em: 16/05/2019

Quando o paciente vai iniciar o tratamento oncológico muitas dúvidas e questionamentos surgem na sua cabeça, e um desses questionamentos é sem dúvida sobre a alimentação. O que comer? Há alguma restrição? Há algum cuidado?

replica watches

A nossa dica de hoje é sobre alimentação durante o tratamento oncológico.

 

Um ponto muito importante que devemos ressaltar é a importância do acompanhamento nutricional para todo paciente oncológico. O atendimento nutricional de forma individualizada é fundamental durante todo o tratamento. O profissional nutricionista faz o diagnóstico nutricional inicial e a montagem de um plano alimentar que atenda as necessidades do paciente, visando a bioquímica do tumor e o tipo de medicação que o paciente vai receber assim como seus possíveis efeitos colaterais.

Caso o paciente não tenha acesso a esse tipo de atendimento as nossas dicas vão ajudar a fazer escolhas mais saudáveis e adequadas durante o tratamento:

 

1- Monte um prato COLORIDO E VARIADO. Quanto mais colorido mais nutrientes fornecemos ao organismo. As cores dos alimentos dão indícios dos nutrientes que recebemos. Então a grande dica é variar sempre!! Procure comprar alimentos diferentes de uma semana para outra.

2- Fracione sua alimentação. Alimentar-se de forma fracionada e em menor volume ameniza efeitos colaterais como náuseas e vômitos, além de fornecer um aporte maior de nutrientes, vitaminas e minerais ao organismo.

3- Sempre que possível opte por alimentos orgânicos. Além de não terem agrotóxicos, têm maior teor de vitaminas e minerais antioxidantes.

4- Monte seu café da manhã, almoço e jantar com todos os grupos de alimentos. Os  alimentos são divididos em: Carboidratos de absorção lenta (pão integral, batata doce, mandioca, cará, inhame) + Proteínas animais ou vegetais (carne vermelha, frango, peixe, ovo, queijo, iogurte, feijões, grão de bico, lentilha, quinoa, cogumelos, ervilha) + Vitaminas e minerais (frutas, verduras e legumes) + Gorduras boas (azeite extra virgem).

5- Use azeite para preparar as refeições. Devido ao seu excelente teor de nutrientes, como: ácidos graxos monoinsaturados, vitaminas E, A e K, além de compostos fenólicos e flavonoides com alto poder antioxidante, você pode usar um azeite extra virgem swiss replica watches uk para consumir cru na salada e um azeite simples para preparar as refeições. Mas se preferir use somente o extra virgem no preparo de todas refeições. O fato de aquecê-lo não vai fazer perder suas propriedades.

6- Procure consumir diariamente vegetais verdes escuros e frutas vermelhas/roxeadas. São ricos em nutrientes antioxidantes para estimular o sistema imunológico.

7- Opte por temperos naturais. Eles são ricos em nutrientes que vão ajudar na imunidade (cúrcuma, curry, sálvia, alecrim, orégano, alho, cebola, etc).

8- Consuma os grãos integrais. Linhaça marrom ou dourada, chia, quinoa, aveia, amaranto e gergelim são bons exemplos.

9- Consuma diariamente castanhas oleaginosas. Castanha do pará, caju, nozes amêndoas, macadâmia e castanha de barú são fáceis de encontrar.

10- Invista em alimentos que estimulem a imunidade. Gengibre (preparações, chás), cúrcuma, canela, oleaginosas, biomassa de banana verde, batata yacon, alho, cebola.

 

Alguns alimentos devem ser evitados durante o tratamento:cheap rolex replica uk

clone watches

Alimentos ultra processados e ricos em gordura trans. Refrigerantes, bolos de pacote, sopas prontas, bolachas, alimentos congelados, suco de pó ou caixinha, cereais açucarados, macarrão instantâneo são alguns exemplos.

 

Alimentos ricos em gordura saturada. Encontrada na pele de aves e peixes, gordura aparente da carne, empada, massa podre, massa folhada.

 

Carboidratos refinados. Pães, torradas, bolachas, massa feita com farinha branca, doces, arroz branco.

 

Alimentos ricos em aditivos e corantes.

 

Carnes processadas. Linguiça, salsicha, salame, peito de peru, mortadela. Estudos mostram que o consumo de 50 g/dia de carnes processadas aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.  Essas 50 g equivalem a uma salsicha ou três fatias finas swiss breitling replica uk sale de presunto ou sete fatias finas de salame ou uma linguiça ou três fatias finas de bacon.

 

Álcool. O alto consumo está associado ao desenvolvimento de diversos tipos de câncer (esôfago, estômago, pâncreas, laringe) pois gera danos no DNA, mutações e desenvolvimento de células cancerígenas. Os estudos mostram que o consumo de mais de 50 g de álcool/dia já está relacionado ao risco do desenvolvimento desses tipos de câncer. Essa quantidade equivale a três latinhas de cerveja ou três taças de vinho ou três doses de whisky. 

 

Sendo assim, alimentação e hábitos de vida mais saudáveis serão muito favoráveis durante o tratamento, além de ajudar a reduzir a recidiva tumoral. 

https://unique-watch.bytelove.org/

 

Rua Dr.Martinico Prado, 26/125 | Higienópolis | SP | Cep 01224-010 | 11 3331-4281 | 11 98585-6469

© 2014 Copyright-Todos os direitos reservados